segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Noiva em fuga


Texto novo...uhuuu! \o/

Oi? Julia Roberts? Não, isso não é um texto sobre o já antigo filme em que essa bela atriz foge do casório das formas mais doidas..rs

Hoje vou falar sobre algo que a princípio pode motivar mais as meninas, mas incentivo os guris (não desistam) a também lerem até o final.

Do dia 1º para o dia 2 de fevereiro, tive um sonho engraçado, hollywoodiano e preocupante.

Abro os olhos e estou num lugar bonito, mas desconhecido. Me olho e para a minha surpresa estou vestida de noiva. Curiosa (apesar da resposta ser um tanto óbvia), pergunto a alguém o que está acontecendo e este prontamente explica: hoje é o seu casamento!
Fico feliz e ao mesmo tempo preocupada... quem seria o noivo?
Vou até uma janela próxima, coloco a cortina de lado e espio um rapaz bonito, ansioso pela minha chegada, mas desconhecido.
Isso me desespera! “Quem é ele?” pergunto a alguém...e este outra vez responde: “É o seu noivo”.
“Mas eu não o conheço! Como posso casar com alguém que não conheço? Que não amo...
Não tive dúvidas, chamei um amigo de confiança e fugi.

Não preciso dizer que a cena era bizarra e deixava todo mundo desesperado.
Enfim, acordei pensativa e até pensei que podia ser uma dica pra que eu cuide quando for casar conhecer bem meu marido (Aliás, fica a dica para todas as solteiras). No entanto, com o passar dos dias e as mensagens e ministrações que ouvi, percebi que Deus queria falar comigo sobre algo mais profundo.

Nós, enquanto igreja somos a noiva de Cristo (porque só pra constar você não é noiva sozinha) e não é de hoje que essa noiva está em fuga. Não estou dizendo que não temos investido tempo em conhecer O noivo, mas não temos um relacionamento tão profundo ao ponto de dizer: Com esse eu caso! Com esse eu quero uma aliança eterna.

Uns descobriram o noivo e congelaram na contemplação. O mundo caindo ao redor e eles permanecem ali estáticos, como que hipnotizados. O noivo passa, quer lhes entregar segredos, mas eles se quer podem ouvi-lo. Estão petrificados.
Alguns de nós até conhecem bem a história do noivo, mas ficaram satisfeitos em apenas saber. Outros até começaram a gastar tempo com Ele, contaram sobre suas vidas, seus medos, seus anseios, mas quando chegaram a um lugar confortável onde descobriram “Ok, Ele me ama”, não continuaram a conhecê-lo. O que é um erro! Porque salvo engano, não é possível estar em um casamento em que apenas um dos noivos ama. É preciso mais! É preciso que o amor seja recíproco. Não que eu acredite que em alguma medida seremos capazes de amar o noivo da mesma forma que Ele nos ama, mas precisamos amá-lo. Do contrário, jamais aceitaríamos viver uma vida de renúncia ao Seu lado.
Ou talvez, você está lendo este post pode pensar que não se encaixa em nenhum dos itens acima e que tem certeza que tem um relacionamento profundo com Cristo. Tenho duas coisas a lhe dizer: 1 – Ótimo! Prossiga em conhecê-lo. Estou certa de que há muito a descobrir. Aquilo que você acha que já é top, não chega a 10% de tudo o que há pra conhecer; 2 – Cuida do restante da noiva. Aqueles que estão vivendo essas coisas que descrevi são tão noiva quanto você. Interceda por eles, cuide, pegue pela mão, conduza os pelo mesmo caminho que você já descobriu.
Quanto a mim, quero conhecê-lo mais! Porque olho pra trás e percebo que fugi de compromissos e posicionamentos que Ele já me pediu pra ter. Me vejo dando ouvidos ao medo, ao invés de ouvir Sua doce voz. Me vejo falhando com o restante do corpo e longe de ser a noiva que Ele espera...sem ruga, sem mácula.
Minha oração é que não percamos tempo com coisas vãs e nos dediquemos a verdadeiramente ter um relacionamento com Cristo. Deixar que o ES nos molde e lapide nossas vidas para o dia das bodas do Cordeiro.
Quero estar preparada! Não quero ter medo do noivo. Quero amá-lo de todo o meu coração. Não posso e não vou mais fugir desse doce amor.
Versículos que inspiraram este post:
Mateus 25:1-13
Efésios 5:25-27
Apocalipse 19:7
Oséias 6:3a

3 comentários:

Alongamentos Curitiba disse...

que sonho mais lindo!!! e que maravilhosas palavras, me edificaram!! bjs da titia.

Maria de Jesus

Caro Menezes disse...

Que bom, tia! =D
Esse é realmente o objetivo: edificação.
Amo vc
bjoo

Roberto Coelho disse...

Sonhos são muito bons! Principalmente quando advindos dEle. Melhor ainda quando no tempo certo e adequado vem o entendimento sobre o mesmo.
A noiva está despedaçada. Não consigo mensurar a "dor" ou "sentimento" que Deus tem quando visualiza Sua igreja dessa forma. O máximo que posso chegar a imaginar é estar noivo de uma menina que está perdida e que não me ama ou que só quer estar comigo 5min do seu dia pra agradecer sem muito coração. Deve ser horrível. Somos um Corpo só e esse "quebra cabeça" não está montado por completo. Bom texto!